Emergencias

O Centro de Assistência NÃO atende emergências, uma vez que não dispõe de infraestrutura necessária para realizar esse serviço. O atendimento no CEABM é realizado apenas por agendamento, que pode ser feito pessoalmente ou pelo telefone 3901-3630 (ligação e whatsapp).

Como identificar uma emergência?

Quando houver qualquer alteração de natureza psiquiátrica como agitação psicomotora, violência, suicídio ou risco de suicídio, automutilação, autonegligência severa, intoxicação grave por substância psicoativa, síndrome de abstinência alcoólica (tremor, sudorese, aumento da pressão arterial e frequência cardíaca, alucinações, convulsões, coma) em que existe um risco significativo (de morte ou dano grave) para o paciente ou para terceiros, demandando uma intervenção terapêutica imediata.

O que fazer em casos de emergência psiquiátrica?

Pacientes que necessitem de intervenção imediata devem ser encaminhados a um hospital ou a uma clínica psiquiátrica da rede credenciada para atendimento de urgência.

Toda internação psiquiátrica é involuntária?

Não. De acordo com as políticas atuais que regem os serviços de internação psiquiátrica, as internações devem ser preferencialmente voluntárias. Em casos específicos a internação poderá ser involuntária, como por exemplo: casos em que a pessoa que está sendo internada é incapaz de decidir sobre o seu próprio tratamento, quadros psicóticos, menores de idade, pessoas civilmente interditadas, intenção suicida na qual o paciente não aceita ajuda, dentre outros.

Quem são as pessoas aptas a conduzir o paciente para internação involuntária?

De acordo com a legislação, a internação involuntária pode ser solicitada por familiar ou responsável legal do paciente. Tal pedido deverá ser feito por escrito e avaliado pelo médico psiquiatra da clínica.

Voltar

Skip to content